BOTAFOGO 21 97433-3490 / BARRA 21 99001-4394

O Paciente

Qual criança pode ser atendida por um nutrólogo pediatra?

A criança SAUDÁVEL:

O conhecimento do crescimento e desenvolvimento atrelado às necessidades nutricionais específicas de cada etapa da vida é fundamental. O diagnóstico nutricional de um paciente compreende na análise de sua alimentação, de sua composição corporal e de seus exames bioquímicos. Dessa forma, o nutrólogo pediátrico auxilia na qualidade da alimentação de crianças atletas ou daqueles que consomem uma dieta restrita, como por exemplo, as crianças vegetarianas, atuando na prevenção de possíveis deficiências nutricionais.

A criança com DIFICULDADE ALIMENTAR:

A dificuldade alimentar aumenta o risco para alterações de crescimento e desenvolvimento uma vez que pode cursar com deficiência ou excesso de calorias, vitaminas ou de minerais. Portanto, esse profissional poderá auxiliar crianças e adolescentes com seletividade alimentar, obesidade, dislipidemias (colesterol e triglicerídeos altos) e transtornos alimentares, como anorexia ou bulimia nervosa.

A criança PREMATURA:

O bebê prematuro pode apresentar problemas de adaptação nas primeiras semanas de vida, que podem afetar a sua situação nutricional e sua capacidade de alimentação. As necessidades nutricionais dos prematuros são maiores que as de crianças nascidas a termo. Para alcançar esta meta nutricional básica, o prematuro necessita um programa de orientação nutricional individualizada e suplementação de vitaminas e minerais, adequando às suas necessidades. Além disso, o nutrólogo é capaz de prevenir ou tratar doenças associadas com a prematuridade, como a doença metabólica óssea, conhecida como raquitismo.

A criança COM DOENÇA CRÔNICA:

São crianças com maior risco nutricional e que se beneficiam da atuação precoce desse profissional, reduzindo o número de internações e as complicações diversas inerentes às próprias doenças de base. Dentro desse grupo podemos, por exemplo, encontrar crianças com doenças neurológicas, que utilizam dieta cetogênica para tratar crises convulsivas ou doenças gastrointestinais, como aqueles com síndrome do intestino curto ou doença celíaca, e pacientes com erros inatos do metabolismo.

A criança COM DOENÇA GRAVE:

Uma criança gravemente doente, muitas vezes, precisa se alimentar através de uma sonda ou pela veia. Dessa forma, o nutrólogo pediatra pode fazer a terapia nutricional desses pacientes. Além disso algumas condições como câncer, queimaduras extensas ou grandes cirurgias, dificultam o aporte adequado de alimento e nutrientes, aumentando o risco de desnutrição.